Roteiro: Buenos Aires (dia 1, 2, 3 e 4)

Chegamos e o tempo tá curto!!! Então vou resumir bastante o roteiro, porque a correria tá enorme principalmente porque hoje temos o ensaio de gestante e sábado já é o Chá de Bebê daqui. Muito amor❤ com minhas ovelhas.

Dia 1.

gran cafe

Chegamos em Buenos Aires na hora do almoço, já era mais ou menos meio dia, e tinhamos acordado bem cedo para pegar o voo em Guarulhos. Mais 1 hora de taxi até nosso hotel e tã-dã…chegamos! Nem chegamos a colocar as coisas no quarto, pois o check-in só começava as 14h, e já fomos para rua – sem rumo. Nesse dia em específico Buenos Aires estava nublada e cinzenta. Como Valentina já estava “muerta de fome” andamos procurando algo para comer. Achamos um pub na Av. 9 de Julio e foi nesse mesmo que comemos um burrito de pollo com papas fritas (a fome era tanta que só fui lembrar de tirar foto depois que já tínhamos quase acabado com o negócio). Depois do almoço fomos procurar o Gran Cafe Tortoni e acreditem passamos na porta dele e não vimos, mas como estávamos cansados da viagem decidimos voltar para o hotel guardar nossas coisas, tomar um banho e descansar um pouquinho.

No final da tarde já mais descansados fomos bater perna – novamente sem rumo! E assim, achamos a Plaza de Maio. Com a Casa Rosada já iluminada. Uma paradinha turística para tirar fotos (mesmo com o clima nubladão e cinzento), e depois fomos tomar um cafézinho ali próximo no Café Vitoria. Pedimos as nossas medialunas e um cappuccino e um chocolate quente. Dali já voltamos para o hotel, e eu já estava exausta – e olha que havia sido uma caminhada de uns 4 quarteirões no máximo!

 A noite eu ainda estava morta de cansaço e marido foi em uma bodega – bem pequena e ali pertinho comprar um sandubinha para eu não dormir sem comer, eu juro que nem vi ele saindo e se ele não tivesse me acordado eu teria despertado só no dia seguinte. hahahaha.

Dia 2.

BsAs2

Acordamos beeeeem cedo tomamos nosso café da manhã cheio de medialunas e fomos para a rua novamente, sem rumo. O dia estava chuvoso, mas eu sabia que queria ir na Calle Florida, perguntamos e logo chegamos lá – nem nos importamos com a chuva, que logo passou também. Andamos só olhando mesmo, a rua estava em reforma e um pouco bagunçada, incrível como eles decidiram arrumar a cidade inteira de uma vez (aqui no Brasil se isso acontecesse ia ser um caos, mas lá no outro dia boa parte já tinha sido concluída, bem eficazes!). Lá na Calle Florida encontramos diversas lojas da Havanna e paramos em uma claro, para experimentar os famosos alfajores (eu achei forte, mas sou suspeita, porque eu de fato não gosto de chocolate!). De lá seguimos para Galerias Pacifico, a arquitetura de Buenos Aires segue o estilo europeu mais renascentista, e o teto da galeria contava com pinturas liiiindas, pra quem não for gastar vale a pena passar lá só para admirar o teto. (Eu já fui fazendo meu roteiro para o meu dia de compras lá mesmo, hahahaha!) Decidimos almoçar lá mesmo, uma parrilla “fast-food” hahaha, pedimos uma costela e aí veio a decepção a carne deles nããão tem tempero algum, e lá eles não tem costume de comer arroz então o acompanhamento foi “papas fritas”. Mesmo com frio experimentamos ainda o sorvete de Dulce de Leche e por sorte escolhemos outros 2 sabores, porque é muito gostoso mas eu achei enjoativo, e preferi o de Baunilha.❤ Terminamos de percorrer a rua e enquanto procurávamos nosso hotel nos encontramos com o Obelisco (pela primeira vez!)

bsas3

A noitinha pesquisei e decidimos comer no Siga La Vaca – parada dos brasileiros. Já que queríamos mesmo experimentar a Parrilla – que achamos que fosse bem diferente da que comemos no almoço, hehehe. Decidimos ir a pé, e devo dizer que andar em Puerto Madero é muito gostoso. Como fomos mais cedo o restaurante ainda não estava aberto, então matamos um tempinho na Starbucks, pra tomar um frappuccino de baunilha e o amor um frappuccino de não lembro o quê! Andamos andamos e decidimos então passar na porta do Cassino, passamos na porta e nem percebemos (#fail, hahahaha) então voltamos ao Siga La Vaca, onde maridón tomou 2 litros de cerveza, e saiu de lá como ele fala “borracho” (uma das palavras que ele agregou ao vocabulário dele fácil, fácil, hahaha!) Na volta pra casa optamos pelo taxi, Hanieri estava alegre demais e eu muito cansada.

Dia 3:

bsas4

Como no 1o. dia não fomos na Catedral Metropolitana decidimos passar lá primeiro no terceiro dia. Uma catedral belíssima, e acredito que depois do papa argentino estava ainda mais movimentada. Havia uma comitiva de bispos e o novo arcebispo da Catedral estava por lá sendo o guia deles, Hanieri pediu para que ele abençoasse a Valentina e então ela ganhou a benção de um arcebispo argentino🙂 Fiquei bastante satisfeita, hehehe. De lá o meu passeio seria os Outlets da Gurruchaga, mas foi meio decepcionante, e aproveitamos e já andamos por Palermo. Um bairro bem boêmio e ótimo para passar o dia na pracinha (não fomos em dia de feira, então estava bem tranquilo, bem tranquilo mesmo!) Os único outlet em que fizemos compra foi na Pioppa (amei essa loja e depois vou falar sobre ela), é uma loja infantil e eu comprei 2 vestidinhos lindos para minha bebêzinha linda! No final do dia andamos mais um pouquinho pela Calle Florida e novamente morta voltamos para o hotel. A noite decidimos jantar bem próximo ao hotel, na primeira bodega que o Hanibaby comprou o sanduiche do 1o. dia, eu fui de massa, e apesar de ser caseira e estar bem gostosa o molho estava sem sal algum!

Dia 4:

bsas5

Nosso quarto dia em BsAs amanheceu como no dia anterior com um solzão, mas apesar do solzão o vento estava gelaaaado!  Aí tiramos o dia para ir na Recoleta, visitar o Cemitério – ver o túmulo de Eva Peron (que é bem modesto, já que o mausoléu da família Duarte lá é também muito modesto). Achei que fossemos à pé, mas quando chegamos no Obelisco decidimos pegar um táxi.

Depois do cemitério já era mais ou menos a hora do almoço e fomos no Hard Rock Café, onde comemos o melhor prato da viagem na minha opinião – uma costela bovina, carne de porco desfiada e frango com molho barbecue e as papas fritas. De lá demos uma voltinha no Buenos Aires Design, e após isso descemos para a feirinha que estava tendo…era sábado e muita gente estava jogada na grama ou brincando com cachorros. Pra matar o tempo fomos no Museu de Ciências – eu mesmo não vi graça, porque eu não sou fã de coisas da física, mas o Hanieri achou interessante e disse que era tudo o que ele precisava na época que ele era professor!

Tempo matado fomos pra Floralis Generica, eu havia lido que ela nao estava funcionando mas a taxista garantiu que ela abria e fechava todo dia. Ficamos mais de 1 hora lá e nada da bendita fechar, a essa altura eu estava congelada! Seguimos a pé pela Alvear para achar um taxi, mas no meio do caminho achamos o Patio Bullrich – o shopping caro e não dentro do nosso orçamento, entramos, conhecemos e logo saimos (tinha muuuuuito idoso nesse shopping, vai ver é o povo com dinheiro, né? hahahaha)

Pegamos o taxi e nesse dia fomos de McDonalds mesmo na janta, no próprio hotel, porque eu estava congeladaaaa de friiiiio!

Esse foi o nosso roteiro dos primeiros 4 dias, amanhã eu posto os dos outros 4 dias🙂

Priscilla.

3 thoughts on “Roteiro: Buenos Aires (dia 1, 2, 3 e 4)

  1. Grande Hanieri!!!! Que concidência… achei esse blog por um acaso… estava procurando um itinerário para Buenos… Que linda sua família! =D

  2. Muito bom seu roteiro, me indica um hotel bom, somos em quatro pessoas( eu, marido e filhos 11 e 13 anos)
    Agradecida, Aurilene.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s