Valentina e a Mel

Antes de ser mãe da Valentina eu era mãe da Mel, uma shitzu fofa de 4 aninhos. Melzinha foi sim criada como filha, a ponto de me descabelar quando não passa bem. Quando engravidei fui firme a decisão de não me afastar dela, ignorei veemente os comentários dispensáveis de que grávidas e cachorrinhos não podiam conviver juntos, e a peguei no colo durante toda a gestação (ela era o peso que eu pegava…7,5kg de pêlos!). Ainda grávida decidi que não a privaria de nada por causa da neném, porque claro, elas teriam que conviver em harmonia, e a Mel é um cachorrinho inofensivo e super dócil. Só que claro, enquanto ser humano eu erro, e um dos meus maiores erros tem sido não conseguir dividir minha atenção com a Mel…a atenção que ela obtém é tão pequena que ela tem sentido. Valentina é quase uma high-need baby, passa o dia inteiro no colo, e no fim do dia minha coluna está acabada, e pra Mel sobra apenas um passeio e alguns carinhos, que em vista do que ela tinha antes, estão mínimos.

Melzinha descabelada e Valentina!

Melzinha descabelada e Valentina!

Eu fico chateada com a situação, e muito. Não a privo de nada aqui, ela tem livre circulação em todos os cômodos da casa e sei que já está se apegando a irmãzinha Valentina, mas a Valentina ainda não descobriu a Mel, o que torna a Melzinha ignorada por um bebê de 3 meses. Aos 5 dias de idade Valentina e Mel tiveram o primeiro contato, marido deixou a Melzinha cheirar a baby que estava super hiper mega enrolada em mantinhas. Nos dias seguintes Mel decidiu vigiar aquele ser desconhecido de perto…Valentina chorava e lá estava o shitzu de guarda, pra ver o porque aquele indivíduo estranho estava resmungando. Era muito fofo.

Hoje em dia, enquanto Valentina brinca seja na cadeirinha ou no ginásio Melzinha faz questão de estar por perto, mas claro, não tem sido só esse mar de rosas. Graças a Deus ela não tem raiva da Valentina, pois continua sendo um ser estranho, a quem ela vigia, mas ela tem nutrido acho eu que rancor de mim, e pra me chamar atenção vai ao quarto da Valentina (que é o único cômodo que ela sabe que eu ficarei brava!) e tem feito xixi e cocô. Eu já briguei, deixei de castigo e ela parou, mas voltou a fazer vez ou outra e eu percebi que não adianta chamar a atenção, eu tenho falhado com ela.

Essa noite achei o cúmulo pois a Valentina chorou as 4 horas da manhã, quando fui pegá-la em seu quarto notei a porta escancarada (enquanto isso a Melzinha dormia tranquila na MINHA cama!), logo percebi que o shitzu tinha passado por lá antes de acampar na minha cama, não só fez xixi como fez cocô. Entreguei a Valentina para o pai e limpei. Estou chateada com a Mel por essas atitudes, mas sei que ela não faz por maldade, faz pra ter minha atenção. Acho que agora vou me empenhar mais para dar mais carinho a ela e resolver essa situação. Inclusive a partir de hoje Melzinha dormirá no quarto da Valentina, hahahaha. E em breve eu volto pra contar como elas estão desenvolvendo.

Priscilla.

One thought on “Valentina e a Mel

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s